Modelos de Precificação de LMS: Como escolher o melhor?

Diferentes vendedores de LMS têm diferentes modelos de precificação. Nós revisaremos os diferentes modelos de precificação de LMS, para que você esteja informado para escolher qual modelo de precificação combina com o seu negócio.

Aviso: Somos suspeitos para falar. Então ao ler, achamos que você vai adivinhar qual nós preferimos :-)

Diferentes modelos de precificação de LMS

Vamos lá! 

Modelo 1: Preço de compra + taxa de configuração + taxa de manutenção anual

Essa é a forma mais antiga. Você compra um grande pacote de software. Você provavelmente terá que pagar alguns consultores para configurarem o software (porque é complicado demais). Depois da poeira baixar, você tem que pagar a eles uma taxa de manutenção anual, porque o software é muito complicado e quando ele dá algum problema você precisa de um especialista para corrigi-lo. E com grandes contratos anuais, você tem que pagar bastante com antecedência e esperar que tudo dê certo.

Modelo 2: Taxa de configuração + taxa de assinatura mensal

Com os produtos complicados de software online, você precisa configurar o sistema para que ele funcione para você. Você precisa pagar as pessoas que desenvolveram o (complicado) software para torná-lo utilizável. E ainda tem que pagar uma taxa de assinatura mensal. Sempre procure optar por uma taxa de assinatura mensal para que você possa parar de usar quando quiser. 

Modelo 3: Sem taxa de configuração + taxa de assinatura mensal

Esse é o modelo de precificação tipicamente adotado por todas as empresas novas e inovadoras de serviços online. E para soluções LMS também é um bom modelo. Eles geralmente vêm em três ou quatro diferentes níveis, com diferentes recursos disponíveis e diferente quantidade de alunos ou participantes dos cursos. Para a maioria dos produtos, o preço máximo é definido para que você tenha usuários (quase) ilimitados e todos os recursos que desejar.  Porque você paga por mês, fica muito fácil de mudar para outro LMS quando desejar (apesar da troca de sistemas exigir bastante trabalho). Com uma taxa de assinatura mensal, você pode parar de usar quando quiser. Flexibilidade máxima.
Se depois de alguns meses você estiver satisfeito com a sua configuração, a maioria das empresas oferecem um desconto considerável se você pagar pelo serviço anualmente. 

Modelo 4: Pagamento por utilização

Uma forma diferente de modelo de precificação inovador é o pagamento por utilização. Você só paga pelo que você realmente usar. A Amazon foi um dos primeiros a popularizar esse modelo de preços para os seus serviços de computação em nuvem. Um modelo de precificação que abalou o modelo de hospedagem. Para o modelo de software como serviço parece um preço justo, mas fica realmente caro para o usuário final. É fácil para começar, apenas com alguns usuários, o que custará apenas alguns dólares. Mas pode não vale a pena se você tiver muitos alunos. E uma vez no sistema, não há como voltar atrás. Então pode ser melhor uma taxa de assinatura mensal para usuários ilimitados. No sistema de pagamento por utilização, você pode parar de usar quando quiser. 

Modelo 5: Preço personalizado

E ainda existem vários outros modelos de precificação mais individualizados de acordo com cada caso ou soluções personalizadas

Qual modelo é o melhor?

Depois de ler sobre todos os diferentes modelos de precificação, nós sabemos de qual nós gostamos. O modelo 3: sem taxa de instalação + uma assinatura mensal. Claro que tudo depende do preço e do serviço oferecido. Mas se todo o resto for igual, uma taxa de assinatura mensal constante é o caminho a seguir. Confira nossos preços. Nossos preços variam de US$20 a US$100 por mês, enquanto que outros sistemas começam em US$300 por mês.

Comece agora!

Junte-se aos quase 1 milhão de usuários e experimente nossa ferramenta incrível.

Cadastre-se gratuitamente